Acinic

Fraldas e Lenços Umedecidos

Indicação

Acinic é indicado como adjuvante à dieta para reduzir os níveis plasmáticos elevados de colesterol total, LDL-colesterol, apolipoproteína B e triglicerídios, e para aumentar os níveis de HDL-colesterol, quando a resposta a uma dieta apropriada não foi adequada; Acinic é indicado para redução do risco de reincidência de infarto do miocárdio não fatal; Também é indicado como terapia adjunta ao tratamento de pacientes adultos com níveis de triglicerídios séricos muito altos que apresentam risco de pancreatites e que não responderam adequadamente a uma tentativa de dieta determinada de controle.

Uso adulto – Uso oral

Farmacocinética

Acinic é um agente redutor do colesterol e de triglicerídios sanguíneos.

Posologia

Acinic deve ser administrado à noite, antes de deitar-se, após a ingestão de um alimento com baixo teor de gordura como, por exemplo: Um iogurte desnatado, uma maçã ou uma bolacha água e sal com leite desnatado. As doses devem ser individualizadas de acordo com a resposta do paciente.

A terapia com Acinic deve ser iniciada com 500 mg, antes de deitar-se, para reduzir a incidência e a gravidade de efeitos colaterais que podem ocorrer no início da terapia. A tabela abaixo mostra o escalonamento de dose recomendado.

Semana(s) Dose diária Dose de Acinic
Esquema de dosagem inicial

1 a 4

5 a 8

500 mg

1000 mg

1 comprimido de Acinic 500 mg antes de deitar-se

2 comprimidos de Acinic 500 mg antes de deitar-se

A seguir 1500 mg 2 comprimidos de Acinic 750 mg
antes de deitar-se ou 3 comprimidos
de Acinic 500 mg antes de deitar-se
Dose máxima 2000 mg 4 comprimidos de Acinic 500 mg
antes de deitar-se

Após a oitava semana, titular até a resposta e tolerância do paciente. Se a resposta à dose diária de 1000 mg for inadequada, aumentar a dose para 1500 mg por dia, podendo aumentar a dose subsequentemente para 2000 mg por dia. A dose diária não deve ser aumentada mais que 500 mg em um período de 4 semanas e doses acima de 2000 mg por dia não são recomendadas. Mulheres podem responder a doses mais baixas que os homens.

Dose de manutenção:

A dose diária de Acinic não deve ser aumentada mais que 500 mg dentro de um período de 4 semanas. A dose de manutenção recomendada é de 1000 mg (2 comprimidos de 500 mg) a 2000 mg (4 comprimidos de 500 mg) uma vez ao dia, antes de deitar-se.

Doses maiores que 2000 mg por dia não são recomendadas. Mulheres podem responder a doses menores que os homens.

Efeitos Colaterais

Informe seu médico o aparecimento de efeitos colaterais, como:

Vermelhidão, tontura, taquicardia, palpitações, encurtamento da respiração, sudorese, calafrio e/ou edema.

Vermelhidão é um efeito colateral comum na terapia com ácido nicotínico que diminui após algumas semanas de uso consistente do medicamento. O efeito de rubor pode variar em gravidade, podendo durar várias horas após ingestão da dose, e devido à ingestão antes de deitar-se, poderá ocorrer durante o sono, entretanto, se você despertar com o rubor à noite, recomenda-se levantar lentamente, especialmente se estiver sentindo tontura, fraqueza ou se estiver tomando medicamentos para controle de pressão sanguínea.

A ingestão de ácido acetilsalicílico (aproximadamente 30 minutos antes de tomar Acinic) ou outro anti-inflamatório não esteroide (por exemplo: ibuprofeno) pode minimizar o rubor.

Contraindicações

Acinic não deve ser usado por pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula, pacientes com doenças hepáticas inexplicadas ou significantes, em caso de úlcera péptica ativa ou sangramento arterial.

Advertências e Precauções

Antes de iniciar a terapia com Acinic, deve-se dar atenção para o controle da hiperlipidemia com uma dieta apropriada, exercícios e redução de peso em pacientes obesos e para tratar outros problemas médicos subjacentes.

Pacientes com histórico de icterícia, doenças hepatobiliares ou úlcera péptica devem ser observados com atenção durante a terapia com Acinic. Monitorização frequente dos testes de função hepática e glicose sanguínea deve ser realizada para assegurar que a droga não está produzindo efeitos colaterais nesses órgãos.

Pacientes diabéticos podem experimentar um aumento de intolerância à glicose relacionado à dose. Pacientes diabéticos ou potencialmente diabéticos devem ser observados atentamente. O ajuste da dieta e/ou terapia pode ser necessária.

Deve ser usado com cautela em pacientes com angina instável ou na fase aguda do infarto do miocárdio, particularmente quando esses pacientes também recebem drogas vasoativas como nitratos, bloqueadores de canais de cálcio ou agentes bloqueadores adrenérgicos.

Níveis elevados de ácido úrico têm ocorrido em terapia com ácido nicotínico, embora seja usado com cautela em pacientes predispostos à gota.

Casos raros de rabdomiólise foram associados à administração concomitante de ácido nicotínico em doses reguladoras de lipídios e inibidores da HMG-CoA redutase. Em caso de terapia combinada de Acinic com inibidores da HMG-CoA redutase, o médico deverá avaliar cuidadosamente a relação risco/benefício e monitorizar os pacientes, observando os sinais e sintomas de dor muscular ou fraqueza, particularmente durante os meses iniciais de terapia e durante qualquer período de titulação para aumento de dose de ambos os medicamentos. Determinações periódicas de creatina fosfoquinase sérica (CPK) e potássio devem ser consideradas nessas situações, mas não é possível garantir que essa monitorização previna a ocorrência de miopatias graves.

Acinic na gravidez e lactação: informe seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe ao médico se está amamentando. O risco/ benefício do uso de Acinic durante a gravidez ou amamentação deve ser avaliado pelo seu médico.

A segurança e eficácia da terapia com ácido nicotínico não foi estabelecida em crianças menores de 16 anos.

Não há restrições específicas para pacientes idosos.

Interações Medicamentosas

  • Inibidores da HMG-CoA redutase: Casos raros de rabdomiólise foram associados à administração concomitante de ácido nicotínico, em doses reguladoras de lipídios, e inibidores da HMG-CoA redutase.
  • Terapia anti hipertensiva: o ácido nicotínico pode potencializar os efeitos dos agentes bloqueadores gangliônicos e drogas vasoativas resultando em hipotensão postural.
  • Sequestrantes de ácido biliar: Um estudo in vitro foi conduzido para investigar a capacidade de ligação do colestipol e da colestiramina ao ácido nicotínico. Cerca de 98% do ácido nicotínico disponível estava ligado ao colestipol e 10 a 30% ligado à colestiramina. Estes resultados sugerem que de 4 a 6 horas, ou o maior intervalo possível, deve decorrer entre a ingestão de resinas ligantes de ácidos biliares e a administração de ​Acinic.
  • Outros: A ingestão concomitante de álcool ou bebidas quentes pode aumentar os efeitos adversos de rubor e prurido e deve ser evitado próximo ao horário da administração de Acinic. Vitaminas ou outros suplementos nutricionais contendo altas doses de ácido nicotínico ou compostos semelhantes à nicotinamida podem potencializar os efeitos colaterais de ​Acinic.
  • Interferência em exames laboratoriais: O ácido nicotínico pode produzir falsas elevações em algumas determinações fluorométricas do plasma e catecolaminas urinárias. O ácido nicotínico pode também dar reações falso-positivas com soluções de sulfato de cobre (reagente de Benedict) nos testes de glicose na urina.

Superdosagem

Altas doses de ácido nicotínico podem produzir rubor temporário, prurido e distúrbios gastrintestinais.

Procedimentos como lavagem gástrica e tratamento geral de suporte devem ser utilizados para controlar a sintomatologia.

Composição

Acinic 500 mg

Cada comprimido de liberação prolongada de 500 mg contém:

ácido nicotínico ………………………………………………………………………………………….. 500 mg
Excipientes: hipromelose e estearato de magnésio.

Acinic 750 mg

Cada comprimido de liberação prolongada de 750 mg contém:

ácido nicotínico …………………………………………………………………………………………….750 mg
Excipientes: hipromelose e estearato de magnésio.

Apresentação:

  • Acinic Comprimido de liberação prolongada 500 mg. Caixa com 30 comprimidos.
  • Acinic Comprimido de liberação prolongada 750 mg. Caixa com 30 comprimidos.

Armazenamento

Mantenha Acinic em temperatura ambiente (15º a 30º C).

Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação.

Laboratório

Biolab Sanus Farmacêutica Ltda.

SAC: 0800 724 6522

Dizeres Legais

MS – 1.0974.0191
Farm. Resp.: Dr. Dante Alario Junior CRF-SP nº 5143